15 de junho de 2015

Aspectos Gerais da Depressão

Aspectos Gerais da Depressão Psicólogo Flávio de MeloA depressão é um dos problemas psicológicos mais comuns nos dias de hoje. Ela vem sendo vivida por uma parcela bastante significativa da população, com implicação seríssimas de relacionamento e solidão. Tecnicamente pode-se entender a depressão em duas vertentes: as pessoas ditas depressivas, que se caracterizam por se fazerem de vítimas e com forte tendência de se desvalorizarem, ou seja, ser depressiva é o seu modo de vida; e as pessoas que vivem temporariamente a depressão. Estas, geralmente, proveniente de alguma perda significativa, que pode, por exemplo, ser material ou uma grande decepção.

Não se pode confundir uma grande tristeza com depressão. Esta última apresenta características como perda do futuro, em que as pessoas não veem mais sentido nas suas vidas. Fato bastante relevante, visto que é o futuro que puxa as pessoas para a vida, para se sentirem realizadas e que as faz se empolgarem. Outra característica é a perda gradativa das relações, como amizades, lazeres, estudos, trabalho, relacionamento amoroso, etc., levando as pessoas à solidão e consequentemente à perda dos pontos de referências dados pelos outros, apoios e sugestões que possam auxiliar na saída dos problemas vividos. Por fim, a pessoa que vive a depressão pensa um mesmo problema durante muito tempo e muitas vezes não consegue evitar, como se estivesse num cativeiro provocado pelo próprio pensamento. Fato que angustia, deixando a pessoa com comportamento irritadiço e ansiosa para sair do problema.

Por outro lado, a tristeza é uma emoção que tem por característica ser um modo de a pessoa viver, para com isso mudar sua relação com o mundo. Nesse caso específico, é transformar-se em uma pessoa fria, cabisbaixa e melancólica para viver como se o mundo fosse frio, cinza, sem graça e devagar, da mesma forma que encontra-se o seu corpo. Visto que a emoção é um fenômeno psicofísico, só é possível compreender uma emoção levando-se em conta o corpo e a consciência. É importante fazer essa diferenciação, pois é comum encontrar a emoção de tristeza no processo depressivo, mas este não pode ser encarado como tal, pois limitaria o problema e de nada ajudaria para a superação da depressão.

Esses comportamentos, no dia-a-dia, podem ser camuflados por outros, como arrogância, cinismo, ou mesmo um esforço muito grande de vencer, mas que no íntimo a pessoa se diz que no fundo ela é uma fracassada, que, por mais que ela vença, os outros um dia vão descobrir quem ela verdadeiramente é: uma derrotada.

Sair da depressão não é tão fácil, pois precisa lutar consigo próprio em aspectos de personalidade arraigados, muitas vezes, desde a infância. Superar um problema desse é reorganizar toda a vida de relações. Para isso, implica uma compreensão e uma localização da maneira em que vive, passando pelo conhecimento do seu processo de formação de personalidade e culminando pela organização do seu futuro. Tudo isso é um trabalho de psicoterapia que precisa ser desenvolvido por um profissional qualificado para tal.



Viver – Atividades em Psicologia desenvolveu programas psicoterapêuticos que possibilitam ser trabalhados em grupos e individual.

Contato.
Facebook: Viver – Atividades em Psicologia
Twitter: @flaviopsic

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...