10 de julho de 2015

Como agir quando o outro pede um tempo na relação?

Como agir quando o outro pede um tempo na relação Psicólogo Flávio de MeloEm determinado momento de um relacionamento é possível que um dos dois, por algum motivo, não sinta-se confortável e resolve se isolar para pensar. Às vezes é um prelúdio do término, mas em outras situações é apenas para resolver outros problemas que não o da relação, mas por não saber resolver de forma equilibrada, prefere se recolher, colocar a cabeça no lugar para voltar. Mas nem sempre isso é bem compreendido.

Pedir um tempo é sentir-se livre numa situação em que emocionalmente avalia estar seguro por pensar que tem uma relação certa para voltar. Mas uma vez saindo, a decisão de voltar vai depender o outro aceitar. O mais comum é que quando isso ocorre a volta é quase certa, pois se o outro aceitou o “tempo” é porque está carente e provavelmente dependente do outro. Nesse período vai sofrer, as vezes mendigar atenção. Vai se mostrar fraco a quem saiu, uma pessoa desinteressante. Enquanto isso quem saiu está olhando e experimentando o mundo, geralmente está seguro e passa confiança com quem se relaciona. As oportunidades aparecem, as escolhas surgem, enquanto quem ficou se desespera, sofre no imaginário. Quem cedeu o tempo imagina-se traído, mas ao mesmo tempo esperançoso que o outro o está respeitando. Vive essa ambiguidade de forma ansiosa, quer que o tempo passe e a decisão seja logo resolvida. Mas não deveria agir assim.

Ficar sozinho é ter a possibilidade de questionar se vale a pena ficar com quem precisa pedir um tempo para resolver se quer ficar contigo. Esse é o momento da pessoa se valorizar, de perceber-se. É o momento de olhar ao redor, se permitir ser vista. Independente da tristeza, não se deixe abalar, mostre-se melhor do que está e quando o outro voltar, independentemente da decisão tomada mostre-se melhor de que quando o outro partiu. Esse é o dia em que você vai escolher se o quer de volta. Não use isso como vingança. Use com maturidade. Escolha o que realmente é o melhor para si.


Viver – Atividades em Psicologia desenvolveu programas psicoterapêuticos que possibilitam ser trabalhados em grupos e individual.

Contato.
Facebook: Viver – Atividades em Psicologia
Twitter: @flaviopsic

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...