14 de julho de 2015

Saudade


Saudade Psicólogo Flávio de MeloNuma das oportunidades em que coordenei grupos com depressivos, foi eleito o tema perdas de pessoas queridas. Alguns citaram falecimento de mães e o quanto sentiam sua falta mesmo sendo adultos; outros citaram a perda de cônjuge e quanto sentiam-se solitários na nova jornada da vida e por fim algumas das mulheres que faziam parte do grupo citaram falecimento dos seus filhos e o quanto elas sentiam-se revoltadas por esse acontecimento. Algumas sentiam-se culpadas, mesmo quando a realidade mostrava que em nada poderiam evitar a terrível morte. Nesse trabalho que consistia em compreender suas perdas e buscar apoio no próprio grupo para formar uma base que possibilitasse a saída da depressão, os participantes se emocionaram com esse tema e expressaram saudade dos entes que partiram. Foi tão emocionante que ficou por muito anos presente em minhas lembranças. Agora procuro expressar em palavras o que eles citaram o que viviam nesse dia.

Saudade, sentimento de infinito vazio. Uma dor que dói sem corroer, mas fere a carne como uma navalha. Emoção que não dá trégua, que amplia o vazio sentido no peito, que gera ansiedade e tristeza. Uma espera que não se concretiza, uma imagem que se perde no contar dos dias. Rosto que a lembrança não forma mais, a imagem são apenas das fotos que o tempo não corrói. Como sinto a tua falta! Eta! Saudade!

Isto que expressei estava presente em cada um dos relatos independente de qual perda foi. Na depressão o sentimento de solidão se amplifica e a saudade realmente fica muito forte. A necessidade de equilíbrio emocional se faz necessário para buscar uma saída do fundo em que se encontram. Nesse aspecto o grupo foi fundamental, mais rico que uma psicoterapia individual, os membros procuraram se apoiar mutuamente.

Espero que tenha mostrado que uma saudade vivida ao extremo joga a pessoa para a depressão, portanto supere-a, busque novos objetivos e razões de viver. Seja feliz.



Viver – Atividades em Psicologia desenvolveu programas psicoterapêuticos que possibilitam ser trabalhados em grupos e individual.

Contato.
Facebook: Viver – Atividades em Psicologia
Twitter: @flaviopsic

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...