8 de abril de 2016

Desesperança e Suicídio.

 Desesperança e Suicídio - Flavio Melo Ribeiro
Há um ditado popular que diz que a esperança é a última que morre, pois diante das dificuldades a pessoa não se deixa derrotar, tem a expectativa que aconteça algo favorável que possa “salva-la”. Em contrapartida a desesperança é a condenação prematura, toma-se como certo a derrota. É entrega da vida, as forças enfraquecem, as direções se perdem e não há mais razão para continuar.
Gradativamente um vazio cresce, toma todo o espaço, impede da pessoa olhar positivamente para o futuro. O desânimo gradativamente se instala e os demais sintomas da depressão se ampliam. Isto é tão sério que nos testes psicológicos, quando a desesperança aparece de forma acentuada, é apontado como algo a ser investigado com maior cuidado, pois é um estado que pode levar ao suicídio. É considerado um dos problemas psicológicos mais sérios. Para entender as demais características leia o texto sintomas da depressão.

Entender e alterar a complexa estrutura da personalidade para possibilitar da pessoa se motivar diante de seus projetos que estão inseridos num mundo repletos de adversidade já é difícil, imagina alguém desesperançoso. Caso você está nessa situação ou conheça alguém, evite julgar. Procure escutar e compartilhe o silêncio se esse for o momento. Seja um apoio e um guia. Não precisa fazer pelo outro, mas dê condições favoráveis para que ele consiga. Se você não consegue ajudar procure ajuda de um profissional. 

Psicólogo Flávio Melo Ribeiro
CRP12/00449


A Viver – Atividades em Psicologia desenvolveu programas psicoterapêuticos que possibilitam ser trabalhados em grupos e individual.
flavioviver@gmail.com (48) 9921-8811 (48) 3223-4386
Página no Facebook: Viver – Atividades em Psicologia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...