20 de março de 2017

7ª lição Como conquistar um grande amor - Entrega

 7ª lição
Ao buscar conquistar um grande amor você já pode ter demonstrado iniciativa e criatividade, mas é preciso entregar o que planejou. A capacidade de planejar e realizar faz a pessoa construir algo sólido para a sua vida, e passa a ser reconhecida como alguém capaz, e isso motiva a fazer mais. Por fim, isto gera orgulho no outro, por estar com alguém que pode contar e confiar sua vida. Importante entender o termo “entrega” nos pequenos e grandes empreendimentos, isto significa a pessoa cumprir o que prometeu, bem como, diante das dificuldades, ser alguém com quem se possa contar. É fazer o que foi solicitado, como por exemplo comprar algo no supermercado, planejar e organizar uma viagem, ou mesmo uma tarefa maior como uma aquisição de algo caro. Falo isso porque percebo as pessoas planejando, mas por não terem persistência e possuírem dificuldade de manter o foco no que realizam, consequentemente não terminam o que iniciam e, portanto, não entregam. Essa atitude no decorrer da relação é prejudicial, pois levanta expectativa de que o casal vai fazer determinada atividade, ou adquirir algo, e isto não ocorre. E o acúmulo de decepções faz perder a admiração.

Numa relação de longo prazo, apresentar a característica de entregar o que promete faz a relação ficar leve, pois se demonstra efetividade e se aponta a possibilidade de dividir as tarefas e responsabilidades cotidianas. Essa característica é válida tanto na relação a dois, quanto na relação profissional, visto que as atividades do trabalho refletem tanto na organização da casa, como na postura pessoal. É muito gostoso organizar uma festa, um passeio, ou mesmo uma tarefa mais complexa com alguém que você sabe que pode contar e não vai lhe deixar na mão. Atendendo casais, percebo que muitos relacionamentos estão alicerçados apenas em um deles. O outro até dá ideias, mas a pessoa que é mais efetiva já toma como mais uma tarefa que irá realizar, e se isso for um acúmulo, pode se transformar num fardo.

Procure verificar como está sua relação: as entregas estão divididas ou pertencem mais a um? Caso seja você que está fazendo a maior parte das entregas e gostaria da participação do outro, tome alguns cuidados antes de conversar. Primeiro perceba por que o outro não está construindo essas entregas, se é porque não quer fazer ou já está tão sobrecarregado por atividades do dia-a-dia da família que não é possível fazer mais nada. Não cobre quando não cabe. Mas se identificar que cabe sim ao outro também construir e entregar atividades para a relação, converse e procure ajudar em vez de simplesmente cobrar. Lembre-se que é a pessoa a qual você escolheu para dividir sua vida que você irá cobrar. Mas caso seja você que está entregando menos, não espere a outra pessoa cobrar, tome a iniciativa de conversar e reconhecer a situação e comece a fazer o que é necessário. Caso não saiba como iniciar, peça ajuda, porém é fundamental cumprir o que prometer.

Psicólogo Flávio Melo Ribeiro
CRP12/00449


A Viver – Atividades em Psicologia desenvolveu programas psicoterapêuticos que possibilitam ser trabalhados em grupos e individual.
flavioviver@gmail.com (48) 9921-8811 (48) 3223-4386
Página no Facebook: Viver – Atividades em Psicologia
Canal no Youtube: Flávio Melo Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...