22 de fevereiro de 2019

Sua empresa é composta de pessoas talentosas?

Sua empresa é composta de pessoas talentosas? - Flávio Melo Ribeiro
      Montagem de equipe de alto rendimento é um tema complexo, pois exige uma gama variada de requisitos e características. Porém de nada adianta treinamentos, liderança, sistemas gerenciais caros se a base: colaboradores e talentos não estiverem aptos a exercer as respectivas funções. O primeiro passo, por mais que o assunto esteja batido, é o processo seletivo. Os colaboradores são as engrenagens e os talentos os pistões da era da informação. As forças geradoras das inovações e invenções da nossa época. Sem as pessoas capacitadas, hábeis e com recursos necessários, não teríamos o mundo organizado como ele é hoje. O problema é como garimpar essas pessoas antes que a concorrência o faça e como mantê-las na organização. Além disso, como identificar um candidato talentoso de uma pessoa esforçada com bom discurso.
      Quando se fala em Talento não se quer dizer, uma pessoa que já nasceu pronta sabendo fazer algo, mas que ela nasceu e desenvolveu no decorrer das experiências características que possibilitam fazer determinadas tarefas com habilidade muito superior as outras, alcançando resultados superiores. Identificar essa base é fundamental para medir a gama de possibilidade e resultado que o candidato pode alcançar. E isto não é medido no seu currículo, nem no seu discurso. Há necessidade de testes práticos, ou ligados as atividades, ou testes científicos reconhecidos que meçam isso. Há necessidade de utilizar a ciência para isso, acabou a época da seleção por intuição, por indicação, por mera rede de relação. Ou você tem os melhores para compor sua equipe, ou você está na vala comum.
      O problema de onde achar o Talento é que ele pode estar em qualquer lugar, as vezes mal aproveitado, realizando tarefas não condizentes com suas características e consequentemente apresentando resultado abaixo do que pode desempenhar. Pode estar próximo ou longe de onde você está procurando. O importante é acabar com os “jeitinhos” e a pressa pela montagem da equipe. A base desse trabalho eu tenho constatado em empresas vencedoras e são comportamento e resultado. A união dessas duas bases possibilita unir numa mesma equipe pessoas com diferentes características e mesmo assim eles tendem a buscar a solução dos problemas sem pensar em si. O que está no foco dessas pessoas é a capacidade de buscar o resultado planejado e não inflar o ego.
      A montagem de uma equipe de alto rendimento requer tempo e paciência. Pode demorar mais a monta-la, porém uma vez feito, os Talentos tendem a ficar mais tempo na organização, pois é gratificante a eles terem colegas que também são talentos. Muito dessas pessoas saem da solidão existencial quando ingressam numa equipe em que os colegas lhe desafiam e ele pode explorar de forma saudável todo seu potencial.

Psicólogo Flávio Melo Ribeiro CRP12/00449
A Viver – Atividades em Psicologia desenvolveu programas psicoterapêuticos que possibilitam ser trabalhados em grupos e individual.
flavioviver@gmail.com (48) 9921-8811 (48) 3223-4386
Instagram: @flavioviver
Página no Facebook: Viver – Atividades em Psicologia
Canal no Youtube: Flávio Melo Ribeiro

14 de fevereiro de 2019

Como escapar de um relacionamento abusivo


Como escapar de um relacionamento abusivo - Flávio Melo Ribeiro
Vários são os motivos para entrar ou manter um relacionamento abusivo, desde a insegurança, da auto desqualificação, achar que a outra pessoa lhe traz segurança, sentir-se amada, considerar que mais ninguém lhe fará feliz, o prazer na sexualidade, entre tantos outros motivos. Porém, o que faz a pessoa não conseguir sair de um relacionamento considerado abusivo e que lhe faz mal?
Não basta se reconhecer no sofrimento, pois isto não é suficiente para a pessoa escapar do julgamento do outro. A saída começa quando a pessoa visualiza outra forma de relacionamento, o qual lhe faz muito mais sentido, um cenário que deseja para si. Quando isto ocorre, possibilita a pessoa avaliar seu relacionamento com outros parâmetros. E, dessa forma, consegue perceber o que está vivendo de negativo, com a possibilidade de lutar para alcançar o que imaginou.
Para facilitar a visualização desse novo cenário é possível prestar atenção em outros relacionamentos, viajar para conhecer novas culturas, ler e se instruir a respeito do que é um relacionamento saudável, estudar sobre bem estar e qualidade de vida. E com essas informações montar o cenário de vida que deseja para si. Uma dica importante é antes de imaginar esse novo cenário, eliminar as barreiras que encontra na vida real. Por exemplo, a pessoa que tem medo da solidão, e por isso pensa que mesmo não estando em boa companhia é melhor do que viver a solidão, deve nesse caso pensar o seguinte “se não tivesse medo da solidão, o que eu faria”. Então passar a imaginar como deveria ser sua relação. Tentar não imaginar rostos, se deixar livre para compor imaginariamente a relação que deseja ter.
Esses cenários positivos, que trazem a sensação de realização, são ideias para fazer frente ao relacionamento abusivo que está vivendo, e servirem de motivação para escapar de quem lhe subjuga. Porém nem sempre é fácil fazer sozinho, caso tenha dificuldade de identificar o que realmente quer para si, ou mesmo buscar orientação em como lidar com a outra pessoa no momento do término, procure ajuda de um psicólogo.
Assista o vídeo clicando no link junto ao texto para compreender melhor esse assunto. https://youtu.be/leS6kIkCJPM


Psicólogo Flávio Melo Ribeiro
CRP12/00449


A Viver – Atividades em Psicologia desenvolveu programas psicoterapêuticos que possibilitam ser trabalhados em grupos e individual.
flavioviver@gmail.com (48) 9921-8811 (48) 3223-4386

Instagram: @flavioviver
Página no Facebook: Viver – Atividades em Psicologia
Canal no Youtube: Flávio Melo Ribeiro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...